Qualificado projeto de doutorado sobre a atividade artesanal e autonomia em contexto de Desenvolvimento Territorial Sustentável

Prosseguindo com nossas notícias sobre qualificações realizadas no ORD nesse segundo semestre de 2012, destacamos outro membro que teve sucesso na qualificação de seu projeto: Rogério Silveira Tonet.

Rogério, doutorando em Administração (CPGA/UFSC) e orientado pelo Professor Maurício Serva, propôs como problemática do seu projeto: como o processo da autonomia se desenvolve na atividade artesanal inserida em contexto de Desenvolvimento Territorial Sustentável? Para responder este questionamento, o pesquisador pretende analisar o impacto das relações estabelecidas entre os atores e/ou organizações sobre a autonomia dos artesãos na região da Estrada Real em Minas Gerais.

O Projeto intitulado “Atividade artesanal e autonomia em contexto de DTS: uma análise complementar entre Racionalidade e a Teoria da Capacidade Crítica” apresenta discussões sobre desenvolvimento territorial sustentável; autonomia, na versão da complexidade de Morin; racionalidade e sociedade multicêntrica, de Guerreiro Ramos; e a teoria da capacidade crítica de Boltanski e Thévenot. Ainda cabe destacar que a proposta de Rogério procura convergir no mesmo estudo dimensões micro, meso e macro, uma vez que incluirá no nível micro de análise além dos artesãos, seu modo de vida e suas oficinas; no nível meso, informações em organizações, tais como, associações, empresas e órgãos de impacto direto à atividade artesanal; e em nível macro a dinâmica inserida no próprio território.

Os membros da banca, compostos pelos professores doutores Hans Michael van Bellen  (CPGA – UFSC), Rogério João Lunkes (CPGA-UFSC), Simone Ghisi Feuerschütte (ESAG-UDESC) e Flávio Ramos (Mestrado em Administração-UNIVALI) consideraram a proposta de Rogério ousada e desafiadora, com temas e categorias de análises densas. Os professores também o parabenizaram pelo ineditismo da proposta e pelo seu esforço em convergir no mesmo estudo elementos de diferentes dimensões (micro, meso e macro).

A tese de Rogério é de fundamental importância para o desenvolvimento científico do Núcleo ORD, uma vez que produz um esforço de conexão entre nossas linhas de pesquisa. Vamos em frente!

Após a apresentação do projeto, os membros da banca fizeram contribuições valiosas para o estudo de Rogério.

Os professores Rogério João Lunkes (CPGA-UFSC), Simone Ghisi Feuerschütte (ESAG-UDESC), Maurício Serva (CPGA-UFSC), Hans Michael van Bellen (CPGA – UFSC), e Flávio Ramos (Mestrado em Administração-UNIVALI) com Rogério no final de sua qualificação.


Arquivado em:Uncategorized Tagged: DTS, pesquisa, qualificação, racionalidade, Racionalidade e Desenvolvimento

Por :

Posts relacionados

Social Icons